Amami faz releitura de obras de Salvador Dalí

24/10/2018

Crianças e adolescentes do Centro de Ação Social Enkyo – Unidade Amami, filial da Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo, expuseram do dia 24 a 26 de outubro de 2018 diversos trabalhos criados a partir de releituras das obras do pintor surrealista Salvador Dalí. A exposição aconteceu no salão da própria unidade, no bairro da Vila Carrão, em São Paulo.

Utilizando os mais variados tipos de materiais, os usuários da Unidade entraram literalmente nas obras e esbanjaram criatividade. Entre esculturas, pinturas, colagens e desenhos, as crianças e os adolescentes fixaram suas próprias imagens em algumas obras imitando os personagens retratados. No retrato “Menina na Janela” (1925), por exemplo, as meninas do grupo desenharam quais seriam suas visões naquele trabalho. Em outras obras também é possível observar as imagens dos usuários dentro da criação. Além de se divertirem, os artistas mirins aprenderam também sobre a vida do artista e as suas propostas em cada produção.

“Os usuários são divididos em turmas e cada um vai trabalhando as obras. Eles pesquisam as obras e o artista na internet e discutem que tipo de releitura irão fazer. O nosso trabalho é dar essa autonomia para eles, porque senão o projeto não teria sentido. É importante a criança entender a proposta do artista naquela obra.” esclarece Willian Shiguemi Shibuya, gerente da Unidade Amami.

Galhos, pedaços de madeira, pneu e outros materiais recicláveis foram utilizados para reproduzir as obras. Willian ainda comenta que a equipe pensou cuidadosamente nos elementos para que os usuários também pudessem não só aprender sobre o artista, mas também vivenciar a conscientização sobre o meio ambiente. “Trouxemos pneus e pedaços de madeira. Eles não agrediram o meio ambiente, eles usaram os elementos que já estavam próximos. É importante ter essa consciência.”.

Além das obras os visitantes foram surpreendidos por um tour guiado pelas próprias crianças. Sem falas decoradas, eles explicavam as suas próprias interpretações em cada obra por onde passavam. O gerente ainda explica que o início do trabalho junto aos usuários começou em agosto e que o objetivo das releituras é não só possibilitar a eles um simples contato com as obras, mas também ampliar o conhecimento cultural e leva-lo para a sua vida.

Salvador Dalí foi o quinto artista escolhido para a releitura. Segundo os organizadores, cerca de 130 pessoas visitaram a exposição.


Compartilhe: