Unidade Amami lançará projeto de Inclusão Digital a adolescentes

09/12/2016

O Diretor-Presidente da Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo, Yoshiharu Kikuchi, assinou em 9 de dezembro de 2016 um convênio com o Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD) que permite que o Centro de Ação Social Enkyo – Unidade Amami inicie um projeto de Inclusão Digital no próximo ano. O projeto foi submetido em setembro de 2014 a concorrência pública do Edital Municipal FUMCAD 2014.

Com um mercado de trabalho cada vez mais concorrido, o projeto proposto pela equipe do Centro nasceu da necessidade de atender os jovens recém saídos da unidade que ainda se encontravam ociosos, sem atividades e sem oportunidades profissionais. A ideia do projeto é capacitá-lo para que possa adentrar ao mercado e, ao mesmo tempo, evitar que estejam vulneráveis a situações de risco, ainda propiciadas pelo meio que vivem.

Qualificar e capacitar por meio do desenvolvimento de suas potencialidades, incluindo-os no mundo informatizado são alguns dos eixos que a equipe técnica formada por um coordenador pedagógico, um controlador de acesso e três professores de informática atuará.

Com turmas formadas por até 30 alunos, os jovens de 14 a 17 anos e 11 meses, de baixa renda, terão opções de escolher um ou dois dias da semana para fazerem o curso de informática no Laboratório de Inclusão Digital Amami. As aulas acontecerão de segundas e quartas, terças e quintas e aos sábados com duração de 4h semanais.

Um número de 90 adolescentes será beneficiado anualmente e o custo anual do projeto, que será financiado pelo FUMCAD está estimado em R$ 175.972,50. O início das aulas está previsto para 1º de fevereiro de 2017.

Sobre o Centro de Ação Social Enkyo – Unidade Amami

Fundado em 23 de setembro de 2004 está localizado na zona leste de São Paulo, no bairro de Vila Carrão, desenvolve atividades com crianças e adolescentes de 06 a 14 anos e 11 meses de idade, que vive em condições de vulnerabilidade social relacionada a desestrutura familiar, baixa renda ou qualquer situação de violação de direitos.

A Unidade Amami mantém parceria com a Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal e Desenvolvimento Social (SMADS), representada pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Região Aricanduva/Formosa/Carrão.

O serviço funciona de segunda a sexta-feira, no contra turno escolar, o que possibilita que as famílias busquem formas de subsistência no mundo do trabalho sabendo que seus filhos estão acolhidos em segurança e se desenvolvendo enquanto cidadãos de direitos.


Compartilhe: